Coloque suas dívidas em dia: veja as vantagens de um Empréstimo Consignado

Aposentados e pensionistas sempre enfrentam desafios para manter as contas em dia. É preciso fazer um bom planejamento financeiro e conhecer todas as alternativas para não cair numa cilada. Por isso, as vantagens de um empréstimo consignado são grandes atrativos para quem recebe o benefício do INSS.

Neste artigo, vamos explorar um pouco mais sobre planejamento financeiro, empréstimo consignado e como avaliar o melhor momento para você contratar um. Continue a leitura!

Aposentados e pensionistas precisam fazer planejamento financeiro

Na Prestho, sempre batemos bastante na tecla do planejamento financeiro. Esse item é essencial para garantir que você consiga honrar suas dívidas e planejar a realização dos seus sonhos, não é mesmo?

Não tem erro: é preciso anotar tim-tim por tim-tim todos os seus gastos, saber por quanto tempo se estende suas dívidas parceladas e qual é a sua média mensal com itens necessários, como alimentação, moradia, energia elétrica, transporte, entre outros.

Desta forma, fica mais fácil saber quanto você pode gastar no passeio de fim de semana. Ou, melhor ainda, como se planejar para a viagem dos seus sonhos ou a reforma da sua casa.

Ouça agora! Podcast: Benefícios para os aposentados

Ainda assim, sabemos que existem situações imprevisíveis e emergências que fogem do nosso controle. Para não ficar atolado em dívidas, é preciso conhecer as alternativas e saber definir qual a melhor para você.

Entenda porque o empréstimo consignado é a melhor opção para beneficiários do INSS

O empréstimo consignado é uma excelente alternativa de empréstimo pessoal, disponível apenas para algumas categorias, como por exemplo aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos.

São várias as vantagens do empréstimo consignado. Veja só:

Taxas mais baixas

As tarifas do empréstimo consignado são mais baixas que muitos outros modelos de empréstimo pessoal. Além disso, compensam muito mais do que os juros praticados por outros serviços financeiros.

Os juros do rotativo dos cartões de crédito convencionais podem chegar a 16%. Esse é um dos números apontados no relatório de dezembro de 2019 apresentado pelo Banco Central do Brasil (Bacen). Mesmo que haja alguma alteração, ainda são números muitos altos.

O cheque especial, por exemplo, também possui taxas elevadas. Podem chegar até 19%. O governo federal definiu o limite de 8% para 2020, mas permite cobrança de uma outra taxa mesmo quando o cliente não utiliza esse limite.

Ajuda a quitar dívidas mais altas

Justamente por contar com taxas mais baixas, o empréstimo consignado ajuda você a se livrar das contas mais altas.

Como muita gente ainda não faz uma pesquisa mais detalhada antes de contratar um crédito pessoal, pode cair nessas armadilhas.

Em vez de ficar preso nos juros do cheque especial, por exemplo, você quita essa conta e paga taxas beeeem menores.

Nada de tomar susto: você já sabe quanto irá pagar

Com o empréstimo consignado, não tem surpresa no pagamento das parcelas. O desconto é feito diretamente no benefício ou no seu contracheque. Você já sabe quanto irá pagar.

Além do empréstimo consignado contar com parcelas fixas até o final do contrato, o valor também não ultrapassa a Margem Consignável. Isso significa 35% do seu benefício ou salário – 30% para as parcelas e mais 5% disponível exclusivamente para utilizar com um cartão de crédito consignado.

Sabendo quanto do seu orçamento fica comprometido com parcelas do empréstimo consignado, fica mais fácil fazer o planejamento financeiro.

Quer saber mais sobre Empréstimo Consignado? Fique por dentro da Prestho

O blog da Prestho tem sempre artigos com informações fresquinhas sobre empréstimo consignado, aposentadoria, estilo de vida, direitos dos idosos e muito mais.

Continue lendo o site e acompanhe as redes sociais da Prestho: Facebook e Instagram.

Ouça agora! Podcast: Benefícios para os aposentados
7-Mitos-Sobre-Emprestimo-Consignado

7 mitos sobre Empréstimo Consignado

O empréstimo consignado é uma alternativa que muita gente procura quando a grana está curta, as contas estão grandes ou um sonho vai ser realizado. No entanto, existem muitos mitos sobre empréstimo consignado espalhados por aí, o que pode confundir as pessoas.

O seguro morreu de velho, por isso é muito importante conhecer bem o que é esse benefício para se certificar que você não está se metendo numa furada, não é mesmo?

Em vez de ficar ouvindo lorota por aí, vamos esclarecer algumas das informações que sempre ouvimos sobre empréstimo consignado mas que não são verdade. Confere só:

“As taxas de juros de empréstimo consignado são caríssimas”

É comum a ideia equivocada de que toda alternativa para o empréstimo de dinheiro tem taxas muito altas e vai deixar você na mão. Não é verdade!

O empréstimo consignado é um benefício com uma das taxas mais atrativas do mercado. Já parou para comparar com o rotativo do cartão de crédito convencional e com o cheque especial? Muitas pessoas acabam recorrendo a alguma dessas modalidades, que possuem juros que chegam a 12% e 19% ao mês respectivamente, segundo o Banco Central.

O empréstimo consignado, em contrapartida, possui taxas que giram em torno de 2%. É uma baita diferença!

“Crédito consignado é só pra se você estiver desesperado com dívidas”

Existe também a ideia de que o empréstimo consignado como recurso quando você se descontrolou com as contas. No entanto, essa não é a única razão.

Segundo uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 37% dos empréstimos consignados é feito para o pagamento de dívidas.

Logo em seguida, aparecem as contas básicas (como aluguel, condomínio, energia, telefone, internet e escola) com 21%. Outros tópicos que também ganham destaque são: compra ou troca de carro (16%), reforma de casa ou apartamento (14%), compra de mantimentos para casa (12%) e viagens (9%).

Viu só? Com planejamento financeiro, dá para utilizar um empréstimo consignado para aproveitar o lado bom da vida.

Ouça agora! Podcast: Benefícios para os aposentados

“Quem está com o nome sujo não pode contratar um empréstimo consignado”

Negativados realmente possuem diversas restrições. No entanto, isso não é uma negativa imediata para o empréstimo consignado.

Aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos federais, por exemplo, podem contratar o empréstimo consignado mesmo negativados e ter as parcelas descontadas diretamente no seu benefício ou contracheque. Assim, pagamento é garantido e você pode contar com os juros baixos mesmo com o nome sujo.
Com essa garantia, a instituição financeira deixa de consultar o SPC e o Serasa, solicitar comprovantes de renda e exigir avalistas.

“Só pode solicitar empréstimo no banco que você já tem conta”

Esse é um grande mito. Você pode contratar um empréstimo em qualquer instituição financeira, independente se você já tiver ou não uma conta aberta.

Pesquise bastante para ver qual oferece as condições mais vantajosas para você. Cada instituição financeira possui algumas definições próprias sobre a solicitação de empréstimos. Procure se informar diretamente na agência ou no site dessas empresas.

“Só dá pra solicitar um novo empréstimo consignado depois de quitar o anterior”

Não tem nada disso! Para fazer um novo empréstimo consignado, você só precisa de ter uma margem consignável disponível. Não importa quantos empréstimos você já tenha contratado.

A margem consignável assegura que empréstimos não comprometam mais do 35% da sua renda líquida. Desses, 30% é liberado para parcelas e os 5% restantes pode ser utilizado com um cartão de crédito consignado.

Por isso, sempre que houver alguma porcentagem livre, você pode utilizar para um novo financiamento. Por exemplo: toda vez que possui um reajuste no valor do benefício do INSS, uma margem extra é liberada para o empréstimo consignado. 

“Tem que tomar um chá de cadeira na fila de banco para contratar um empréstimo consignado”

Só de pensar no tempo de espera na fila de um banco, já dá aquele desânimo. Mas não precisa ser assim!

Hoje em dia, existem muitas instituições financeiras que facilitam e muito esse processo. Já ouviu falar nas fintechs?

As fintechs são empresas do mercado financeiro que inovam com o uso da tecnologia. Uma das principais facilidades é oferecer grande parte do seus serviços online.

Então, nada de tomar chá de cadeira! Já existem alternativas para você fazer um empréstimo no conforto do seu lar ou em qualquer outro lugar. Avalie o que é mais interessante para você!

“Contratar um empréstimo consignado pela internet é uma cilada”

Mesmo sabendo que existe a possibilidade de contratar um empréstimo consignado online, muita gente espalha no boca a boca que não é seguro. Não é bem assim!

Assim como em qualquer outro ambiente, é preciso ter cuidado e atenção, reparando em tudo, tim-tim por tim-tim. Veja algumas dicas:

  • veja se o site possui todas as informações de maneira clara, como CNPJ, endereço e canais de atendimento;
  • verifique se o site é seguro, com o símbolo de cadeado do lado do endereço (a URL);
  • evite colocar seus dados quando estiver usar redes de internet públicas pois são mais suscetíveis a invasões e falsificações;
  • desconfie de solicitações de depósitos para antecipar qualquer valor.

Quer saber mais sobre o Empréstimo Consignado? Acompanhe a Prestho

Viu só? Existem várias informações espalhadas por aí que são mitos. No blog da Prestho, sempre publicamos informações corretas e fresquinhas sobre diversos temas que são importantes para você: aposentadoria, estilo de vida, direitos do idoso, empréstimo consignado e muito mais.
Continue acompanhando o site e siga a Prestho nas redes sociais para não perder nenhuma novidade: Facebook e Instagram.

Ouça agora! Podcast: Benefícios para os aposentados
Leia este artigo e saiba se aposentados ou pensionistas do INSS podem realizar mais de um empréstimo consignado.

Aposentados e pensionistas do INSS podem fazer mais de um empréstimo consignado?

Uma dúvida muito comum de aposentados e pensionistas do INSS que recorrem ao empréstimo consignado é se é possível contratar mais de um empréstimo dessa modalidade. Afinal, imprevistos acontecem e pode ser que uma nova necessidade financeira surja antes que o primeiro empréstimo seja quitado.

Mas, aposentados e pensionistas do INSS podem pegar mais de um empréstimo consignado?

A resposta é sim.

Aposentados e pensionistas do INSS podem comprometer até 35% de sua renda líquida com crédito consignado – é o que chamamos de margem consignável. Dessa porcentagem, 30% pode ser comprometida com o pagamento de parcelas de empréstimo.

Portanto, contanto que as parcelas do empréstimo não ultrapassem o valor de 30%, é possível ter até nove contratos de empréstimo consignado ativos ao mesmo tempo.

Uma pessoa que recebe dois benefícios consignáveis do INSS, por exemplo, pode ter até dezoito empréstimos ativos, ou seja, nove em cada benefício. Até setembro do ano passado eram apenas seis. Já o prazo de parcelamento é de até 72 meses, isso é, 6 anos.

Já tem 30% da sua margem consignável comprometida com parcelas de empréstimos?

Agora, se você já possui 30% da sua margem consignável comprometida com parcelas de um ou mais empréstimos, o restante de 5% pode ser utilizado para outra linha de crédito consignado: o cartão.

O cartão de crédito consignado, assim como um cartão convencional, serve para realizar compras parceladas ou à vista e também é possível transferir ou sacar o limite do cartão.

Por isso, caso você precise de uma ajuda financeira rápida, mas não possua mais limite para o empréstimo, o cartão pode ser uma boa opção. Aqui na Prestho, o cartão de crédito consignado não tem taxa de anuidade e, assim como o empréstimo, possui taxa de juros até 4x menor do que a praticada por cartões convencionais.

Tem dúvidas sobre a situação da sua margem consignável?

Se você quer checar como está a sua margem consignável para realizar um novo empréstimo ou para solicitar um cartão de crédito consignado, use o nosso simulador.

Com ele, você saberá qual é a margem que tem disponível para contratar os dois produtos. E não é só isso. Aqui na Prestho, é possível fazer a contratação do seu empréstimo ou cartão de crédito consignado de maneira 100% digital, sem que precise sair de casa ou se adequar ao horário comercial dos bancos.

Após a simulação, basta clicar em “contratar agora”. Depois disso, é só enviar fotos da sua documentação, uma selfie, aguardar a averbação do INSS e, após a aprovação, o dinheiro será depositado em sua conta em até 36h ou, no caso de cartão, será enviado para o seu endereço em, no máximo, 15 dias úteis.

3 motivos para não tomar empréstimo com um agiota

Por que não tomar empréstimo com um agiota?

Conseguir crédito com o nome “sujo” na praça pode ser muito difícil. Isso acontece porque instituições financeiras que concedem empréstimos e outras linhas de crédito precisam evitar a inadimplência. Para tanto, elas se valem de consultas ao SPC e ao Serasa, pedem avalistas, comprovantes de renda etc. Por conta dessas dificuldades, pessoas negativadas acabam por procurar crédito em caminhos alternativos, como tomar empréstimo com um agiota.

Apesar de comum, a agiotagem é um crime e prejudica muitas pessoas. Se cogita a possibilidade de procurar serviços financeiros através de um agiota, é melhor repensar essa decisão e procurar por outras alternativas.

Neste artigo, apresentamos os 3 principais motivos para não pegar dinheiro emprestado com um agiota e outros caminhos possíveis para se conseguir crédito estando negativado.

Os 3 principais motivos para não tomar empréstimo com agiotas

1. A agiotagem é um crime

A agiotagem, apesar de ilegal, conforme o Art. 4º da Lei 1521/1051, é uma prática comum e consiste, basicamente, no oferecimento de empréstimos fora do mercado de crédito legal. Ou seja, agiotas não são autorizados pelo Banco Central a emprestar dinheiro e tampouco seguem as suas regras para essa atividade.

2. As taxas de juros cobradas por agiotas são abusivas

Por não responderem a nenhum órgão regulamentador, os agiotas cobram taxas de juros muito elevadas. A taxa de alguns chega a atingir 100% ao mês. A cobrança de ágio (juros) superior à taxa oficial de câmbio estabelecida também é um crime contra a economia popular, previsto na Lei 1521/1051.

3. A cobrança de agiotas não é feita pelos meios legais

Por mais que os agiotas ofereçam empréstimos para negativados, eles também precisam garantir que vão receber o valor emprestado. Sendo assim, muitos pedem que o solicitante deixe sob a sua posse objetos de valor, como carros e joias, para garantia.

Além disso, como a agiotagem é um crime, agiotas não podem recorrer à justiça em caso de inadimplência. Para evitar o prejuízo, muitos recorrem à violência como meio de coerção para garantir o recebimento.

Soluções legais de empréstimo

Recorrer a um agiota nunca é uma boa ideia.

Por isso, se precisa de dinheiro para quitar suas dívidas e limpar seu nome, é importante cortar gastos desnecessários e conseguir fontes alternativas de renda – como um emprego no final de semana ou a venda de determinado bem.

Caso isso não seja suficiente para quitar sua dívida, o próximo passo é buscar por linhas de crédito de instituições financeiras autorizadas a praticar empréstimo pelo Banco Central.

Empréstimo consignado

Uma opção, principalmente para aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos federais, é recorrer ao crédito consignado. Nessa modalidade, o pagamento das parcelas mensais é descontado automaticamente do benefício, tornando o processo mais seguro para a instituição financeira. Em contrapartida, a instituição não faz consultas aos órgãos de proteção de crédito nem pede avalista ou comprovante de renda.

Para saber se tem direito a crédito consignado, use o nosso Simulador.

Caso não se enquadre nos critérios para contratação do crédito consignado, há outras alternativas de crédito. Algumas podem pedir avalista ou comprovante de renda. Se você não conseguir o aval ou estiver sem renda formal, há ainda a opção de realizar um empréstimo com outra pessoa física, que não um agiota.

Peer-to-peer lending

Uma delas é o peer-to-peer (ou P2P) lending, um modelo recentemente regulamentado pelo Banco Central. Trata-se de uma modalidade em que uma empresa conecta pessoas que precisam de empréstimo com investidores que buscam retornos maiores. Através do P2P, é possível contratar até R$ 15 mil.

Empréstimo legalizado entre pessoas físicas

Outra modalidade é conseguir o dinheiro emprestado através de familiares e conhecidos, por meio de um contrato simples, cujas taxas de juros não podem ultrapassar os 12% ao ano. Acima dessa taxa, o empréstimo pode ser visto como agiotagem.

Pessoas negativadas são alvos fáceis

Está negativado? Não se desespere a ponto de optar pelo primeiro empréstimo que surgir. Além dos agiotas, existem também os estelionatários que aplicam golpes de falsos empréstimos para lucrar. Lembre-se: nessa hora, é preciso ter calma e procurar pela melhor opção.

Para saber mais sobre o golpe do falso empréstimo e o que você pode fazer para evitá-lo, leia o artigo abaixo:

Golpe do empréstimo: saiba o que é o que fazer para se prevenir

Saiba tudo o que precisa sobre crédito consignado

O que é crédito consignado?

Aposentados e pensionistas do INSS têm acesso a crédito consignado facilitado em várias instituições financeiras, o que pode ser uma mão na roda para o controle financeiro. 🙂

Mas o que é crédito consignado?

O crédito consignado, chamado também de empréstimo consignado, é uma modalidade de empréstimo. O processo para se obter esse tipo de empréstimo é facilitado se comparado à obtenção de crédito pessoal, sendo mais rápido e bem menos burocrático.

Como funciona o crédito consignado?

Nesse tipo de empréstimo, as parcelas são descontadas diretamente do seu benefício. O crédito consignado pode comprometer até 35% da renda mensal do beneficiário, sendo 30% na forma de empréstimo e 5% na forma de saque no cartão de crédito consignado.

Para aposentados e pensionistas do INSS, a duração do empréstimo consignado é de, no máximo, 72 meses.

Quais são as taxas de juros do crédito consignado?

As taxas de juros do crédito consignado e do cartão de crédito consignado estão entre as mais baixas do mercado. Enquanto a taxa de juros do rotativo do cartão de crédito gira em torno de 397% ao ano, a do cheque especial é de, em média, 317% ao ano e a do crédito pessoal é em torno de 130% ao ano, a taxa de juros do empréstimo consignado é de apenas 27% ao ano, ou seja, cerca de 2,2% ao mês.

O valor dos juros do empréstimo consignado possui um teto. Ou seja, as instituições financeiras têm um limite para o estabelecimento dos juros nessa modalidade.

ModalidadeRotativo do cartão de créditoCheque especialCrédito PessoalCrédito Consignado
Taxa de juros ao mês*14,30%12,64%7,2%2,2%
Taxa de juros ao ano* 397,44%317%130,44%27%

Fonte: Banco Central
*Valores aproximados com base em estimativa feita pelo Banco Central em 2017.

As taxas do crédito consignado são mais baixas porque trata-se de uma modalidade mais segura de empréstimo. Quem está emprestando tem a garantia de que o pagamento será realizado. Afinal, a cobrança é automática.

Até mesmo aposentados e pensionistas do INSS com o nome negativado conseguem o crédito, já que as instituições financeiras não fazem consulta ao SPC ou Serasa para aprová-lo.
Todo aposentado e pensionista do INSS pode contratar crédito consignado?

No caso dos aposentados, sim: todos os aposentados podem contratar crédito consignado. Mas, a partir dos 79 anos e 11 meses, existem algumas restrições em relação ao tempo de pagamento e valores liberados.

Já para o caso dos pensionistas do INSS, existem benefícios consignáveis. Você pode conferi-los na tabela abaixo:

Código Espécie do BenefícioDescrição
01Por morte do trabalhador rural
02Pensão por morte por acidente do trabalho do trabalhador rural
03Pensão por morte do empregador rural
04Por invalidez do trabalhador rural
05Aposentadoria por invalidez, por acidente do trabalhador rural
06Por invalidez do empregador rural
07Por idade do trabalhador rural
08Por idade do empregador rural
19Pensão de estudante (Lei 7004/82)
20Pensão por morte de ex-diplomata
21Por morte previdenciária (LOPS)
22Por morte estatutária (EPU)
23Por morte de ex-combatente
24Pensão especial (ato institucional)
26Pensão especial (Lei 593/48) (EPU)
27Por morte do de servidor público federal com dupla aposentadoria
28Por morte, do Regime Geral (Decreto 20465/31)
29Por morte de ex-combatente marítimo (Lei 1756/52)
32Por invalidez previdenciária (LOPS)
33Por invalidez de aeronauta
34Por invalidez de ex-combatente marítimo (Lei 1.756/52)
37Aposentadoria de extranumerário da União (EPU)
38Aposentadoria da extinta CAPIN (EPU)
41Por idade (LOPS)
42Por tempo de contribuição previdenciária
43Por tempo de contribuição de ex-combatente
44Por tempo de contribuição de aeronauta
45Por tempo de contribuição de jornalista profissional
46Por tempo de contribuição especial
49Por tempo de contribuição ordinária
51Aposentadoria por invalidez (Extinto Plano Básico)
52Por idade (Extinto plano Básico)
54Pensão especial vitalícia (Lei 9793/99) (EPU)
55Por morte (Extinto Plano Básico)
56Pensão mensal vitalícia por síndrome de talidomida (Lei 7070/82)
57Por tempo de contribuição de professores (EC/CF 18/81)
58Aposentadoria excepcional do anistiado (Lei 6683/79) (EPU)
59Por morte excepcional do anistiado (Lei 6683/79) (EPU)
60Pensão especial mensal vitalícia (Lei 10.923/04)
72Por tempo de contribuição de ex-combatente marítimo (Lei 1756/52)
78Por idade de ex-combatente marítimo (Lei 1.756/52)
81Por idade compulsória (Ex-SASSE)
82Por tempo de contribuição (Ex-SASSE)
83Aposentadoria por invalidez (Ex-SASSE)
84Por morte (Ex-SASSE)
89 Pensão especial aos dependentes de vítimas fatais por contaminação na hemodiálise (EPU)
92Aposentadoria por invalidez por acidente do trabalho
93Pensão por morte por acidente do trabalho
96Pensão especial para pessoas atingidas por hanseníase

Agora que você já sabe tudo o que precisa sobre crédito consignado, que tal simular um para você? Quem sabe você não tem crédito suficiente para bancar a viagem dos sonhos, a reforma da casa ou um carro 0km?

Saiba de tudo isso agora, com o Simulador de Empréstimo Consignado Prestho. Nele, você pode ver suas taxas e quanto tem disponível de crédito:

Vale a pena fazer empréstimo para reforma da casa?

Vale a pena fazer empréstimo para reforma da casa?

Depois de alguns anos, sua casa começou a apresentar problemas e precisa de uma reforma? Ou você simplesmente gostaria de dar um toque especial, refazendo a pintura e deixando a casa mais moderna? Não importa o motivo. A verdade é que nem sempre temos recursos imediatos para realizar nossos sonhos, não é mesmo? Um empréstimo para reforma pode tornar esse sonho mais próximo. Por isso, trouxemos neste artigo o esclarecimento de algumas dúvidas para que você fique pronto para iniciar já a reforma na sua casa!

Quando o empréstimo é interessante?

Se a reforma não for urgente e indispensável para continuar morando na casa ou essencial para o bem-estar dos moradores, o ideal seria juntar o dinheiro para realizá-la. Ao pagar à vista, você evita as dívidas.

Mas, muitas vezes, o que acontece é que deixamos a reforma sempre para depois. Quando vamos nos dar conta, ela já passou da hora e fica insustentável adiar mais. Algumas situações precisam de conserto imediato, como uma fiação elétrica que está gerando risco de incêndio, um cano que estourou e precisa ser trocado ou restaurado, ou uma parede que está descascando por causa da umidade e causando alergia nos moradores.

Quando o imóvel precisa de reparos como esses, o empréstimo para reforma pode ajudar a pagar a despesa. Dessa forma, você conserta o que precisa e, meses depois, quita toda a dívida.

Empréstimo para reforma: qual modalidade é a mais vantajosa?

Antes de optar por uma modalidade de empréstimo para reforma, é necessário verificar a taxa de juros cobrada e o Custo Efetivo Total (CET) da operação, que mostra o valor final do empréstimo, incluindo o preço de seguros e taxas adicionais. Dependendo do custo da taxa, é melhor avaliar outra modalidade de empréstimo para reforma.

Ao optar pelo financiamento de reforma, você pode pagar juros de 4% a 5% ao mês nos grandes bancos, enquanto, se você é aposentado ou pensionista, consegue obter taxas mais reduzidas (cerca de 1,9% ao mês em média) se optar pelo empréstimo consignado.

Com o empréstimo consignado, as parcelas são descontadas diretamente do benefício do INSS. Dessa forma, você não precisa se preocupar se terá dinheiro para pagar o empréstimo para reforma, nem com juros referentes a pagamentos atrasados, já que o pagamento das parcelas estará garantido antes mesmo de você receber o benefício do INSS.

Você ainda não tem certeza de que o empréstimo consignado pode ser interessante para a sua reforma? Experimente o nosso simulador e saiba qual valor você tem disponível e quais são as taxas de juros: