Idosos são vítimas de quedas graves durante o inverno, alerta especialista

Público transpira menos nos dias mais frios e se levantam com mais frequência para ir ao banheiro durante a noite, principalmente.

Fonte: Campo Grande News

Neste inverno, entre os dias 21 de junho e 16 de julho, a Santa Casa de Campo Grande atendeu 68 idosos vítimas de quedas, principalmente durante a noite. Nos dias mais frios, pessoas com mais de 60 anos transpiraram menos e tendem a levantar mais vezes para urinar, ficando expostos a tropeços, escorregões e outros acidentes.

As quedas contribuem significativamente para a incapacidade dos idosos, sendo mais comuns as fraturas de quadril, punho e ombros. Em muitos casos, é indicado tratamento cirúrgico e até uso de próteses.

“A grande preocupação é relacionada à recuperação do idoso, que pode ser complicada por conta de mudanças ocorridas nos ossos e articulações e que ocorrem em função do próprio envelhecimento”, explica Marcelo Quarteiro, chefe do Setor de Ortopedia do hospital.

Ele explica que sessões de alongamento e correção de postura podem ajudar a prevenir torcicolos, que acontecem com mais frequência em períodos de baixas temperaturas, pois a tendência é que haja um encolhimento da postura dos idosos.

“É importante reduzir os obstáculos dos ambientes, como tapetes, pisos escorregadios, tapetes soltos, má iluminação, móveis e incentivar o idoso à pratica de atividade física para manter a musculatura e proteger os ossos “, disse o médico, que é vice-presidente da SBOT-MS (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia em Mato Grosso do Sul).

Anahi Gurgel

Notícias

Gostou do nosso artigo?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *