Você sabe o que é podcast? Entenda como funciona um programa de rádio na internet

Você sabe o que é podcast? Entenda como funciona um programa de rádio na internet

Pois é! Mais um termo que a moçada está espalhando pela internet e que, agora, até programas de TV estão falando. Mas, ainda assim, você também fica sem entender bulhufas sobre o que é podcast?

Neste artigo, vamos explicar para você tim-tim por tim-tim sobre essa novidade tecnológica e algumas dicas para você também ficar por dentro do assunto. Continue a leitura!

Afinal, o que é podcast?

A palavra podcast é a junção de pod – que remete a ideia de cápsula ou casulo, uma coisa pequena e portátil, fácil de carregar – e de cast, parte do termo broadcast, que é a transmissão via ondas de rádio.

Por isso, o podcast é como se fosse um programa de rádio na internet. Pode abordar os mais diversos tipos de assunto: música, notícias, entrevistas, cultura pop e até mesmo “radionovelas”.

E essa moda está ganhando força agora com a moçada mais jovem. Uma pesquisa feita pelo Deezer, uma plataforma de transmissão de músicas e outros conteúdos, identificou que o consumo de podcasts cresceu 67% no Brasil, só em 2019.

Esses programas de áudio possuem diversas facilidades que vão além das limitações do rádio, por exemplo. É possível ouvir a qualquer hora e de qualquer lugar, sem depender de sintonizar no horário que a programação estiver no ar.

Você pode ouvir online ou baixar e escutar depois, mesmo sem estar conectado à internet.

Como ouvir podcasts?

Existem diversas maneiras de ouvir podcasts! Esses programas de áudio são colocados em várias plataformas diferentes ou até mesmo em um site próprio.

Conheça algumas das plataformas mais usadas:

Spotify

O que é podcast? | Spotify

Para encontrar os podcasts, clique em “Buscar” no rodapé do aplicativo. Você pode pesquisar digitando ou clicar na seção “Podcasts”. Baixe para Android ou iOS.

Deezer

O que é podcast? | Deezer

Com o Deezer, você clica em “Shows” no menu inferior do aplicativo e pode encontrar diversos podcasts, com sugestões personalizadas para você, novidades e categorias, por exemplo. Baixe para Android ou iOS.

Google Podcasts

O que é podcast? | Google Podcasts

Ao contrário dos aplicativos anteriores, esse é todo focado em podcasts. Na tela inicial, é só clicar no ícone de lupa na parte inferior do app para encontrar mais podcasts. Baixe para Android ou iOS.

Podcasts para terceira idade

Viu só? Não é nenhum bicho de sete cabeças! Logo logo você também vai estar surfando na onda dos podcasts.

Para você começar, temos algumas dicas de temas interessantes e que você pode gostar, para explorar mais desse universo. Confira:

Podcasts do G1

O G1 é o portal de notícias da Globo e estão investindo pesado na produção de podcasts. Muitos dos podcasts do G1 já estão entre os mais ouvidos do país. Eles estão disponíveis em diversas plataformas, mas também podem ser ouvidos diretamente do site – o que é uma mão na roda, não é mesmo?! Para começar, queremos sugerir quatro deles para você:

O Assunto

Apresentado pela jornalista Renata Lo Prete, O Assunto é publicado de segunda a sexta bem cedinho, falando sobre os grandes temas do momento.

Novo Coronavírus: perguntas e respostas

Diante da pandemia de Covid-19, o G1 conta com o podcast Novo Coronavírus para responder as perguntas feitas pelo público. É uma versão do programa apresentado pelo jornalista Márcio Gomes na Globo.

Bem Estar

Apresentado pela jornalista Michele Loreto, o Bem Estar conta com dicas de saúde e bem-estar.

Educação Financeira

No podcast Educação Financeira, o foco é dar dicas rápidas e fáceis sobre economia, organização das finanças pessoais e como manter dinheiro no bolso sem passar aperto.

Projeto Humanos

O Projeto Humanos é um exemplo legal na linha de “radionovelas”, só que narra histórias de pessoas reais. Cada temporada conta uma história. A primeira é “As filhas da Guerra” e mostra as experiências de uma iugoslava judia que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz e escreveu um diário sobre seu período lá.

Gerocast

O Gerocast é inteirinho para tratar dos assuntos relacionados ao idosos, como longevidade, gerontologia, geriatria, saúde mental e muito mais, com a participação dos principais especialistas do Brasil.

Presthocast

A Prestho também está por dentro dos podcasts! Nossos episódios falam sobre os diversos assuntos relacionados aos aposentados e pensionistas. Já temos dois episódios no ar:

O primeiro conta sobre os benefícios disponíveis para os idosos como FGTS, IPTU e gratuidade no transporte. Sintonize e ouça!

O segundo explica como funciona a margem consignável para crédito e as vantagens de um cartão de crédito consignado sem anuidades. Pode colocar no seu radinho!

Continue acompanhando a Prestho

Gostou das nossas dicas? No Blog da Prestho sempre tem novidades sobre aposentadoria, estilo de vida, direitos dos idosos, empréstimo consignado e muito mais.

Acompanhe pelas redes sociais para não perder nada: Facebook e Instagram!

Empreendedorismo na terceira idade: 5 passos para você começar

Empreendedorismo na terceira idade: 5 passos para você começar

Parece uma contradição iniciar um novo projeto depois que a sua aposentadoria está sacramentada, não é mesmo? Mas, pode diversas razões, o empreendedorismo na terceira idade está ganhando cada vez mais espaço. Nunca é tarde para recomeçar!

De acordo com um estudo do Sebrae, os donos de negócio com mais de 65 anos correspondem a 7% do total no país. São cerca de 2,2 milhões de empreendedores seniores no Brasil.

E a expectativa é que esse número cresça ainda mais! O IBGE projeta que, até 2060, um terço da população será idosa. Por isso, é preciso se preparar, pois continuar trabalhando continuará sendo uma realidade.

Neste artigo, vamos falar porque empreender pode ser uma boa pra você e mostrar 5 passos para você começar a trilhar esse caminho. Continue a leitura sobre empreendedorismo na terceira idade!

Empreender é uma ótima oportunidade para complementar sua renda

Para muitos aposentados, é preciso conquistar uma graninha extra todo mês. Apenas o benefício da aposentadoria é insuficiente para dar conta das despesas. Por isso, é preciso procurar alternativas.

Abrir um novo negócio é um trabalho árduo e exige muito tempo de dedicação. No entanto, pode dar mais independência financeira.

É preciso ter planejamento e muita clareza do que quer para colocar em prática, não é mesmo?

Para ajudar você aflorar seu lado empreendedor e meter a mão na massa, listamos 5 passos para iniciar seu plano de sucesso de empreendedorismo na terceira idade. Confira só!

1. Conheça o seu mercado e estude estratégias

Para começar um novo negócio, é preciso entender bem qual o mercado que você irá atuar. Mesmo que você tenha uma experiência anterior, é preciso desenvolver um conhecimento mais amplo.

Descubra quais são os seus concorrentes, avalie os locais mais interessantes para você atuar, considere também as estratégias que você precisa fazer para conquistar seus primeiros clientes.

2. Faça o planejamento do seu novo negócio

Você já ouviu falar que apressado come cru, não é? Pois é! Na hora de empreender, esse ditado popular também se aplica sim.

Antes de já começar a trabalhar, faça o seu planejamento! Defina o seu investimento, o seu horário de trabalho, de que forma vocÊ vai oferecer seu produto ou serviço.

3. Busque capacitação

Você já conhece o mercado em que atuar? Pode ser que você tenha trabalhado com isso a vida toda, mas ainda não tinha assumido uma função de proprietário. Por isso, é importante se capacitar e atualizar.

Busque fazer cursos, como por exemplo, os oferecidos pelo Sebrae. Na sua plataforma online, os cursos são 100% gratuitos e vão te ajudar muito nessa nova jornada. Você pode aprender sobre ferramentas de marketing, controle de fluxo de caixa, captação de recursos, desenvolvimento de negócios inovadores, entre tantos outros!

Além disso, existem muitas outras atividades do Sebrae, como palestras, cursos e eventos.

Você também pode procurar cursos de atualização sobre a sua atividade. Sempre existem novidades para aprender, não é mesmo?

4. Procure explorar sua experiência e rede de contatos

Como você tem uma vida toda de trabalho, você pode aproveitar o seu relacionamento com empresas e profissionais para impulsionar o seu novo negócio.

Assim, você pode contar com fornecedores e/ou novos clientes. Assim, você consegue divulgar rapidamente sua empresa e relacionar com a experiência e reconhecimento que você já possui.

5. Separe muito bem suas finanças pessoais das contas da sua empresa

Começar um negócio na terceira idade ajuda a aproveitar o tempo ocioso com a aposentadoria e complementar a sua renda. Mas é importante não fazer confusão entre os seus gastos pessoais e as contas da sua empresa.

Por isso, lembre-se de colocar os gastos em planilhas separadas. Você também deve definir um pró-labore – que é o salário do empresário. Assim, você sabe qual o valor que vai complementar a sua renda e a receita da empresa fica separada.

Continue acompanhando o blog da Prestho

Gostou das nossas dicas? Aqui sempre tem novidades sobre aposentadoria, estilo de vida, direitos dos idosos, empréstimo consignado e muito mais. Acompanhe pelas redes sociais para não perder nada: Facebook e Instagram!

Como aproveitar a aposentadoria sem aperto?

A aposentadoria é a fase para descansar e aproveitar ainda mais a vida. É o momento de rever as prioridades, reorganizar a rotina e se dedicar para as coisas que você gosta e te deixam bem.

Mas a gente sabe que também fica difícil conciliar a renda, realizar os sonhos e conseguir honrar com as dívidas. É preciso se equilibrar no meio de tudo isso para não ficar com dificuldades financeiras.

Até mesmo uma saidinha no final de semana pode acabar gerando uma conta que custa os olhos da cara.

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!

Mas não precisa se preocupar: temos algumas dicas para você aproveitar a aposentadoria sem passar aperto. Veja só:

Mexa seu esqueleto com atividades ao ar livre

Frequentar uma academia é uma excelente alternativa para fazer atividades físicas e cuidar da sua saúde. Só que a mensalidade pode pesar no seu orçamento e talvez você precise sair para não comprometer outras contas.

Mas não precisa ficar borocoxô: existem várias alternativas para você continuar mexendo o esqueleto. Muitas cidades possuem academias ao ar livre em praças e parques. Dê uma olhada para encontrar uma perto de você!

Além disso, existem programas municipais para incentivar uma vida mais ativa na terceira idade. Esse, inclusive, é o nome do programa promovido pela Prefeitura de São Paulo (VidAtiva). A Universidade de São Paulo (USP) também tem o projeto Universidade Aberta para a Terceira Idade, com atividades de alongamento, caminhada, corrida, técnicas de meditação e ioga.

Outro exemplo vem de Uberlândia, em Minas Gerais. A cidade do Triângulo Mineiro também é reconhecida como referência de políticas públicas para a população idosa. A prefeitura da cidade conta com o Lar do Idoso, que oferece espaços de lazer e de prática de exercícios. É comum encontrar aulas de danças e até acompanhar os desfiles de misses e misters da terceira idade.

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) também realiza o projeto AFRID, com atividades físicas e recreativas para idosos. Estudantes e alunos acompanham e auxiliam os mais velhos na prática regular de exercícios.

Viu só? Existem diversos exemplos bacanas por todo o Brasil. Procure a prefeitura da sua cidade para saber quais são os projetos disponíveis para idosos e se informar com eles funcionam.

Mergulhe no universo da leitura

A leitura é uma atividade muito enriquecedora. Além de aproveitar o tempo que você passa sozinho, ao ler você aprende coisas novas, melhora seu vocabulário e amplia seus horizontes.

Existem livros de todos os preços nas livrarias. Mas se você gosta de devorar muitos deles por mês ou está aproveitando a aposentadoria para ter um ritmo mais rápido de leitura, o preço vai ficar salgado para o seu orçamento.

Você não precisa investir o seu dinheirinho suado de uma vida inteira só para armazenar calhamaços.

Aproveite as bibliotecas públicas da sua cidade para manter sua frequência de leitura, sem precisar gastar a mais por isso.

Você sempre encontra clássicos e também sucessos atuais. Peça por indicações! Temos certeza de que a bibliotecária ou o bibliotecário pode te dar excelentes dicas.

Visite parques

Parques são uma excelente opção de lazer para toda a família. Muitos deles têm entrada gratuita ou desconto para idosos. São ótimos locais para praticar exercícios e estar em contato com a natureza mesmo no meio das grandes cidades.

Em Belo Horizonte, por exemplo, existem diversos locais em que a entrada é gratuita, como a Lagoa da Pampulha, o Parque das Mangabeiras e a Fundação Zoo-botânica de BH.

Aproveite e leve o seu próprio lanchinho, assim você não precisa comprar em lanchonetes e quiosques, economiza seu dinheirinho e ainda garante uma alimentação mais saudável, não é mesmo?

Procure os parques da sua cidade e região e já marque um passeio! Vá com seus amigos, filhos e netos.

Conheça museus

Conhecer os registros da história (e até do futuro) é uma experiência enriquecedora. Muitos museus espalhados pelo país apresentam obras de arte, registros históricos, história de personalidades, grandes instalações abertas, entre tantos outros objetos interessantes.

E isso não é atividade só de turista não, viu? Nem coisa do tempo da carochinha. 

Rio de Janeiro, por exemplo, é uma cidade histórica e conta com diversos museus. Muitos deles são gratuitos e, mesmo nos que cobram ingresso, idosos pagam a meia-entrada. Você encontra o Museu do Amanhã, o Palácio do Catete, o Museu de Arte Moderna, entre tantos outros.

Em Petrópolis, outra cidade fluminense, você pode conhecer a Casa de Santos Dumont, dedicada à vida do inventor. Já em Curitiba, no estado Paraná, temos o Museu Oscar Niemeyer sobre a obra do arquiteto.

Você também gosta de conhecer mais sobre grandes personalidades? Procure os museus da sua cidade e região. Fale com a Secretaria de Cultura da sua prefeitura para encontrar dicas.

Visitar museus é uma excelente maneira de enriquecer nosso conhecimento de mundo. Por isso, não se esqueça de colocar no seu roteiro de atividades!

Procure por eventos culturais gratuitos

E não para por aí: sempre existem eventos para aproveitar de graça. É bom para ouvir uma boa música ao lado do seu broto, acompanhar uma peça de teatro com seus netinhos, participar de festas típicas ao ar livre…

Fique de olho nas divulgações de jornal local, TV e internet para saber de qualquer novidade. É sempre hora de aproveitar a vida, não é mesmo?

Continue acompanhando o blog da Prestho

Outra dica que temos para você é continuar acompanhando este blog! Por aqui, estamos sempre compartilhando várias dicas sobre aposentadoria, planejamento financeiro, estilo de vida, direitos do idoso e muito mais.

Volte sempre para ler o blog da Prestho. Será um prazer ter você nos acompanhando!

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!

Como Fazer Empréstimo Rápido e Fácil em 6 Passos

6 passos para fazer um empréstimo rápido e fácil

Quando você ouve a palavra empréstimo fica com aquela sensação de que é algo muito burocrático, que vai fazer você sair de casa, enfrentar fila ou que vai demorar meses para ser aprovado? Pode ir tirando esses pensamentos da cabeça! A gente vai te mostrar passo a passo como contratar o seu empréstimo rápido e fácil pela internet, de forma totalmente segura, pra você dar entrada no seu crédito hoje mesmo (Uhul!).

Vale destacar que uma das melhores opções para quem precisa de crédito rápido e não quer pagar taxas abusivas é o Empréstimo Consignado. A principal vantagem de contratar essa modalidade é que as parcelas são descontadas diretamente do salário ou benefício, deixando os juros beeem menores, além de ser muito mais fácil de contratar.

Agora, vamos às dicas?!

1 – Faça uma simulação, a qualquer hora!

Pra começar, o ideal é que você faça uma simulação antes de contratar o seu Empréstimo Consignado.

Hoje em dia, vários bancos já oferecem a opção de simulação online e algumas são totalmente grátis. Além de serem mais práticas, você faz quando quiser, de qualquer lugar!

Com a quantidade de usuários da internet aumentando a cada ano, as instituições financeiras estão investindo cada vez mais em segurança na internet. Por isso, você pode ficar sossegado! Quando uma empresa de confiança disser que os seus dados estão protegidos, eles realmente estão!

Pra fazer a simulação é bem simples! Você só precisa passar algumas informações básicas que serão analisadas e aí então você recebe uma proposta. Feito isso, é só analisar a oferta direitinho e decidir se ficou bacana pro seu bolso.

2 – Pesquise, pesquise, pesquise!

Essa dica vale ouro, heim?! É muito importante que, antes de contratar qualquer serviço financeiro, você pesquise muito sobre a empresa. A dica batuta aqui é: pesquise em fontes confiáveis e fique com um pé atrás quando uma empresa prometer valores muito baixos ou ofertas malucas. 

É de grande valia que você analise direitinho a integridade da empresa. Você sabia que para melhorar o processo de segurança, somente bancos e instituições financeiras cadastradas no Banco Central podem fazer empréstimo? Pois é! Fique de olho e pesquise bastante!

3 – Uni-duni-tê… O banco escolhido foi…

Ao fazer as simulações online você já consegue ter uma ideia de qual banco é a melhor opção para atender às suas necessidades do momento, não é?

Procurar um banco que ofereça o Empréstimo Consignado online, por exemplo, é uma ótima solução nessas horas. Além de ser rápido e possuir as menores taxas, como já falamos aqui, ele é muito mais fácil de contratar e a aprovação pode sair em questão de horas! Todas essas vantagens ajudam bastante na hora de comparar as ofertas entre os outros bancos.

4 – Quase lá!

Depois de decidir qual o melhor banco para fazer o seu Empréstimo Consignado, chegou a hora de começar a passar algumas informações para o processo. Geralmente, os documentos exigidos, tanto para o empréstimo quanto para o Cartão de Crédito Consignado, são: CPF, RG, comprovantes de residência e de renda.

Depois disso, é só aguardar pela aprovação.

5 – Avalie tuuudo, tuuudo!

Bom, depois que a documentação for analisada e a sua solicitação estiver nos trinks, é hora de avaliar a proposta de crédito. Atenção nessa hora, hein?!

Tudo tem que estar de acordo com o que foi solicitado por você. Cada cobrança, cada item do processo, precisa estar escrito tim-tim por tim-tim no contrato. Se ficar com alguma dúvida, o ideal é que você entre em contato com o banco escolhido para rever todas essas questões, ok?!

6 – Tudo nos trinks!

Depois de analisar tudo certinho e assinar o contrato, o próximo passo é verificar se o dinheiro caiu na sua conta após o prazo dado pelo banco. Vale lembrar: O valor deve ser o mesmo do contrato, nem a mais e nem a menos, certo? Caso os valores não estejam batendo, é importante entrar em contato com o banco o quanto antes.

Empréstimo Consignado. Conte com a Prestho!

Se você acompanhou todos passos até aqui, que tal fazer a sua simulação agora mesmo?! Com a Pestho você faz a simulação online quantas vezes quiser e recebe o valor da sua proposta na hora! Sem burocracia e de um jeito totalmente seguro, você garante o seu Empréstimo Consignado na palma da sua mão. É tudo online meeesmo!

Ouça agora! Podcast: Margem consignável e Cartão de crédito consignado

Olha como é fácil contratar seu Empréstimo Consignado na Prestho:

1 – Faça a simulação aqui

2 – Defina o valor para contratar

3 – Pra garantir a sua segurança e a validação do contrato, você só precisa enviar algumas fotos dos seus documentos + uma selfie

4 – Depois da aprovação, é só aguardar o dinheiro cair na sua conta 

Aproveite todas essas dicas e dê entrada no seu Empréstimo agora mesmo.

5 dicas pra aproveitar a aposentadoria

Preparamos pra você 5 dicas pra aproveitar a aposentadoria e tudo de bacana que a terceira idade oferece. Afinal, depois de uma vida de trabalho e muito esforço, o descanso é mais que merecido!

Agora, é o momento de rever prioridades, reorganizar a vida e dar mais espaço pras coisas que você gosta e que te fazem feliz. 

A barra tá limpa pra tirar projetos antigos da gaveta, pra fazer novos planos ou simplesmente aproveitar cada minuto do seu dia com o que te faz bem. Confira nossas dicas e prepare para essa aposentadoria ser um estouro!

 

1 – Mexa o esqueleto

via GIPHY

Ei, você, que sempre foi um pé de valsa, que tal entrar para uma aula de dança de salão pra relembrar os velhos tempos da brilhantina?

Bacana, né? Uma ótima oportunidade para conhecer novas pessoas, novas histórias e quem sabe até reacender a chama com seu broto! 

Sem contar que mexer o esqueleto é ótimo pra saúde! Você faz uma atividade física enquanto se diverte e dá boas gargalhadas. 

É dois pra lá, dois pra cá… Fichinha!

 

2 – Dê um trato no carango

 

via GIPHY

Já dizia Roberto Carlos: “o Calhambeque bip bip, quero conservar o Calhambeque, Bip dubi indupi dubi”. Você tem um carro que é sua paixão? Tire um tempinho pra deixar ele nos trinks, como nos velhos tempos. 

Cheque as luzes, os pneus e o motor, dê um lustre na pintura, substitua as peças antigas e coloque aquele cheirinho gostoso. Huuum! Aí, é só preparar a beca, chamar a patota e se preparar para estourar a boca do balão!

Só não vale parar na contramão, que o guarda ainda está de olho! 

 

3 – Coloque o pé na estrada (viagem na terceira idade)

via GIPHY

Pintou uma viagem com a família? Manda brasa! Arrume suas coisas e dê no pé, que viajar alimenta a alma!

Aproveite o tempo livre para conhecer novos lugares, pessoas bacanas e se divertir muito com quem você gosta. Sair da rotina e viajar na terceira idade pode ser revigorante à beça. Dizem até que rejuvenesce!

Imagina só descansar na sombra com o pé na areia enquanto ouve o barulho das ondas do mar? Ou aproveitar para visitar um familiar que mora em outra cidade e que faz um cafezinho delicioso? Quem sabe até conhecer outro estado ou outro país? O céu é o limite!

Pode ser no seu carango envenenado, em uma excursão de ônibus ou até mesmo de avião. O importante é tirar as barbas de molho e botar pra quebrar!

 

4 – Fique mais perto da família

via GIPHY

Não tem nada mais supimpa que família reunida para o almoço de domingo: é clássico! A casa se enche de gente e o coração, de amor.

Quantas lembranças do arco da velha, histórias pra contar e risadas sem fim. Ter pertinho da gente pessoas queridas é uma joia!

Opa! A família cresceu e a casa ficou pequena? Talvez uma reforma seja uma boa opção. Analise as possibilidades, organize suas finanças e se planeje com carinho. Aquele cantinho do churrasco que você sempre quis vai bombar!

 

5 – Conecte-se

via GIPHY

A família mora longe? Sem bode! Com a internet, ficar perto de quem gosta é fichinha!

Dá pra dar bom dia pelo zap e mandar as mensagens mais bonitas, dá pra conversar por vídeo e ver como a pessoa está, pra acompanhar as novidades no Facebook e muito mais. 

De acordo com a Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, o contato com as pessoas por redes sociais pode diminuir até 30% da chance de idosos desenvolverem depressão. Sacou, né? Nada de deprê, conecte-se!

A internet facilita muito a vida das pessoas. Hoje em dia, dá pra se fazer quase tudo pelo celular, inclusive abrir conta em banco e fazer empréstimo online seguro, sabia?

Aproveite esse recurso a seu favor.

 

Histórias inspiradoras de idosos e dicas para aproveitar a aposentadoria:

via GIPHY

Esperamos que essas 5 dicas pra aproveitar a aposentadoria sejam muito úteis pra você. E, pra fechar com chave de ouro, separamos também algumas histórias inspiradoras de idosos pra você guardar na cabeça.

Vale a pena conferir. Depois, é só correr para o abraço!

Saiba o que é o golpe do empréstimo e o que fazer para se prevenir

Apesar de antigo, o golpe do empréstimo continua fazendo mais vítimas ano a ano. O motivo é fácil de entender: desesperadas, as pessoas endividadas/negativadas buscam pela solução de crédito mais simples de se obter. No entanto, esse é um caso clássico em que o barato pode sair caro.

O que é o golpe do empréstimo?

Basicamente, o golpe do empréstimo consiste na cobrança de uma taxa antecipada para a realização de um suposto empréstimo, cujo valor nunca será recebido pelo solicitante.

O criminoso, normalmente, utiliza jornais, revistas, ligações ou sites para oferecer empréstimos que não dependem de consulta ao SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), Serasa ou avalista e que possuem taxas de juros muito baixas e atrativas. Para receber o dinheiro, o estelionatário solicita que a vítima deposite uma taxa em uma conta corrente específica.

Os criminosos informam que essa taxa é destinada a operações como: análise de crédito, pagamento de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), seguro ou, ainda, a uma comissão.

Independente da finalidade do pagamento dessa quantia, o que acontece no golpe do empréstimo é que, após o depósito, o solicitante não recebe nenhum valor em sua conta, tampouco consegue contato com a suposta empresa responsável pela liberação desse crédito.

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!

Como identificar se o empréstimo se trata de um golpe

Antes de tudo, é importante dizer que existem sim, opções de crédito em instituições financeiras confiáveis, que oferecem o serviço para pessoas negativadas sem avalistas ou consulta ao SPC/Serasa.

Para evitar cair no golpe do empréstimo, existem algumas dicas que você pode seguir:

1. Instituições sérias nunca cobram depósito antecipado para cobrir alguma tarifa

Todas as tarifas, tributos, seguros e despesas que devem ser pagas ao se contratar um empréstimo estão inseridas no Custo Efetivo Total (CET) dessa operação, que nada mais é do que a somatória dessas taxas e do valor a ser tomado. Esse custo deve estar explícito para o consumidor na hora de contratar o serviço.

As tarifas que podem ser cobradas em um empréstimo e que já estão dentro do CET, são:

  • Taxa de juros;
  • Taxa de análise de crédito;
  • IOF;
  • Taxas administrativas;
  • Taxa de manutenção de cadastro.

Todas essas tarifas e mais taxas adicionais que podem ser cobradas devem estar explícitas para o consumidor no momento da contratação.

O Custo Efetivo Total deve ter seu valor dividido durante o prazo de pagamento da operação e embutido na prestação a ser paga mensalmente.

Isso significa que nenhuma taxa é paga antecipadamente. Ou seja, se a empresa ou suposta instituição financeira exigir um depósito antecipado para finalizar a contratação do empréstimo, é muito provável que se trate de um crime de estelionato.

2. Pesquise a instituição financeira/empresa que está oferecendo o depósito

Outra dica importante para identificar empréstimos fraudulentos é buscar conhecer a empresa ou a instituição financeira que está oferecendo o serviço. Para isso, verifique se a empresa possui endereço físico conhecido, número de telefone, se a instituição financeira da qual é correspondente bancário é autorizada pelo Banco Central.

Também vale a pena pesquisar o nome da empresa no Google ou em outro buscador e ver o que você encontra sobre ela.

Acesse o site oficial da empresa e procure por um texto que explique quem ela é, a política de privacidade e um selo de segurança para navegação. Esses detalhes podem parecer pequenos, mas estar atento a eles pode impedir que você caia em um golpe.

3. Atente-se às ofertas de crédito

Desconfie de ofertas de crédito que possuem taxas de juros muito baixas, a não ser que se trate de crédito consignado.

O crédito consignado é mais fácil de se obter e pode ser concedido a pessoas negativadas porque é uma modalidade em que o pagamento é descontado diretamente da folha de pagamento. Assim, a empresa que está oferecendo o empréstimo tem mais garantia de que não vai sofrer com inadimplência.

No entanto, se o empréstimo for pessoal, a empresa deve tomar mais precauções antes de conceder o crédito. Para isso, é normal que ela faça consultas ao SPC e ao Serasa, que tenha taxas de juros maiores e que peça comprovantes de renda, por exemplo.

Sendo assim, é importante desconfiar de empréstimos pessoais em que o processo é muito facilitado.

Por que confiar na Prestho?

A missão da Prestho é facilitar a obtenção de crédito consignado através da tecnologia. Por isso, o processo de contratação de crédito aqui na Prestho é 100% digital. Nós não somos uma instituição financeira, mas sim um correspondente bancário credenciado ao Banco BMG e ao Banco Olé Consignado.

Como nosso principal produto é o crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS, os empréstimos/cartões de crédito consignado são oferecidos até mesmo para pessoas negativadas.

Não há consulta a órgãos de proteção de crédito, tampouco a necessidade de avalistas. O pagamento das parcelas é descontado diretamente do benefício (ou dos benefícios) recebidos por nossos clientes. Todas as taxas do CET do empréstimo são cobradas dentro da parcela mensal e nenhum depósito precisa ser feito antes do dinheiro estar em sua conta, nem depois do crédito aprovado.

Lembre-se sempre: solicitar depósito antecipado para aprovação de crédito é crime.

Como funciona o processo de contratação do crédito consignado na Prestho?

Para contratar seu crédito consignado aqui na Prestho, basta acessar nosso Simulador de Crédito Consignado e preencher, inicialmente, 4 campos com seus dados para que possamos mostrar a sua margem de crédito. Se você tiver mais de um benefício, a margem deles será exibida, tanto para o empréstimo consignado quanto para o cartão de crédito consignado.

Depois disso, é só avaliar o valor que você deseja e clicar em “Contratar Agora“. Aí, vamos precisar que você envie as fotos dos seus documentos e que aguarde a análise de crédito dos bancos e a averbação do INSS. Depois de aprovado, o dinheiro estará na sua conta em até 36h.

Se você ainda tem dúvidas, consulte nossa seção de dúvidas frequentes. Caso o conteúdo dessa página não te ajude, entre em contato conosco por e-mail (contato@prestho.com.br), pelo chat da nossa página no Facebook ou pelo chat aqui do site.

Não se preocupe. Seus dados estarão seguros conosco e não vamos compartilhá-los com terceiros. Nosso site é seguro e toda as informações fornecidas por você são criptografadas.

Depois de estar seguro, navegar em nosso site, visitar nossa Política de Privacidade e Termos de Uso e conhecer mais sobre a Prestho, faça a sua simulação clicando no link abaixo:

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!
Dicas para aliviar dor nas costas

Dor nas costas na terceira idade: 3 dicas para te auxiliar a aliviá-la

Uma das principais queixas das pessoas na terceira idade é a dor nas costas. Segundo o estudo Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento, quase 30% dos idosos sofrem de dores crônicas, sendo que as mais comuns são na região das costas e nas pernas.

Existem muitas causas para dor nas costas em idosos. Ela pode ser motivada por osteoporose, reumatismo e até mesmo má-postura. Para saber qual é a causa da sua dor nas costas, é importante consultar seu médico, pois ela pode indicar uma doença mais séria.

No entanto, caso a sua dor nas costas seja fruto simplesmente de má-postura ou de um colchão ruim, trazemos neste artigo três dicas que podem te ajudar a aliviá-la.

Dicas para aliviar a dor nas costas

1. Massagens com óleos

Massagear as costas pode ajudar a aliviar a dor, especialmente se óleos de ervas forem utilizados no processo. Nossa sugestão é usar óleo de erva-cidreira ou de erva-de-São-João. Para fazer o óleo, coloque 200 gramas de folhas secas da erva em 1 litro de álcool 60% durante 10 dias. Depois, basta coar a mistura e usar água para diluí-la.

2. Banhos e compressas quentes

Banhos e compressas quentes ajudam a aliviar a dor. Você pode tanto tomar um banho quente com chá de alecrim ou tomilho, quanto utilizar compressas com esses compostos. Para as compressas, é importante deixá-las agir por cerca de 15 minutos, de modo a evitar queimaduras.

3. Alongamentos das costas

Alongar-se pode ser uma opção para suavizar a dor nas costas. Para isso, é importante esticar as costas utilizando algum apoio para as mãos e manter a posição por cerca de 30 segundos.

Um travesseiro também pode te ajudar a alongar. Deite-se e coloque um travesseiro alto entre as pernas. Em seguida, posicione a coxa para cima de modo a fazer um ângulo de 90° com o joelho. Fique nessa posição durante alguns minutos.

Procure um médico

Todas essas dicas podem te ajudar a aliviar as dores nas costas, mas elas não substituem uma consulta com o seu médico. Como já falamos, é preciso ter atenção às dores constantes, porque elas podem indicar outras doenças. Por isso, não deixe de agendar sua consulta.

Para continuar aprendendo mais sobre qualidade de vida, acesse o blog da Prestho:

Ir para o blog

Cuidados para evitar lesões em pessoas com osteoporose

Osteoporose: saiba quais cuidados tomar para evitar lesões

Segundo a International Osteoporosis Foundation, a osteoporose causa uma fratura a cada três segundos, contabilizando nove milhões de fraturas ao ano. Apenas no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, 121.700 fraturas ocorrem anualmente por conta da doença.

A osteoporose é uma doença que causa a diminuição da massa óssea, o que torna os ossos fracos e extremamente sensíveis, quebrando-se com traumas pequenos e até mesmo de maneira espontânea. O mal acomete principalmente mulheres a partir dos 50 anos de idade, mas também atinge homens e mulheres mais jovens.

Por conta do envelhecimento, pessoas idosas já são propensas a quedas e lesões em ossos cuja recuperação é muito lenta. Quando são acometidas pela osteoporose, o risco de se machucar é ainda maior. Por isso, trazemos neste artigo alguns cuidados a serem tomados de modo a evitar acidentes.

Osteoporose: cuidados para evitar quedas

1. Utilize sapatos e roupas adequados

Uma maneira de evitar a queda de idosos é utilizar sapatos fechados, que se adaptam bem aos pés e possuem solado antiderrapante. Roupas compridas e largas também devem ser evitadas, porque podem causar tropeções.

2. Ilumine bem a casa

Manter a casa bem iluminada com lâmpadas fluorescentes também pode auxiliar a evitar quedas. No caso dos quartos, é importante manter um interruptor de luz próximo à cama, para que a locomoção no escuro não seja necessária em nenhum momento.

3. Tenha móveis firmes e seguros

Os móveis também devem se adequar à sua realidade enquanto idoso. Ajuste a altura da cama, tenha um colchão firme e opte por sofás altos e poltronas com braços.

4. Faça adaptações no banheiro

O banheiro é um lugar muito perigoso para idosos, por se tratar de um espaço escorregadio por natureza. Para evitar quedas nesse ambiente, é importante instalar barras de apoio laterais, aumentar a altura do vaso sanitário e utilizar tapetes emborrachados antiderrapantes. Também é importante diferenciar as cores do vaso sanitário e da que é utilizada no chão.

5. Atente-se aos detalhes da casa

Evite deixar fios e bagunça no chão, especialmente nos corredores. Busque utilizar apenas tapetes fixos e não encere o chão. Com esses cuidados, o risco de quedas diminui consideravelmente.

6. Cuide da sua saúde

Busque manter uma alimentação balanceada e rica em cálcio e vitamina D. Além disso, alongue-se conforme as orientações do seu médico e vá ao oftalmologista anualmente, para manter o grau dos óculos ajustados às suas necessidades.

Saiba mais sobre qualidade de vida na terceira idade

A terceira idade é um momento muito especial da vida, em que cuidados diferentes devem ser tomados e novas oportunidades devem ser aproveitadas. Para continuar lendo mais sobre qualidade de vida nessa fase, acompanhe o blog da Prestho.

Ver blog

INSS: quem são os dependentes do segurado?

Saiba quem são os dependentes do segurado do INSS

Beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), tanto aposentados quanto pensionistas, podem possuir dependentes. Os dependentes, apesar de não contribuírem para a previdência, se enquadram como passíveis de, em algum momento, receberem benefícios do Regime Geral de Previdência Social.

Quem são os dependentes do segurado do INSS?

Os dependentes dos beneficiários são aqueles que se enquadram nos critérios básicos de dependência econômica/familiar. A legislação divide os dependentes em três classes, que são:

Classe 1

Na classe 1, enquadram-se cônjuges, companheiros e filhos não emancipados, de qualquer condição, que sejam menores de 21 anos ou inválidos, mediante declaração judicial.

É importante ressaltar que enteados e menores tutelados são equiparados a filhos, desde que o segurado do INSS faça uma declaração e que a dependência econômica seja comprovada através de documentação correta.

Já companheiros só podem se tornar beneficiários caso mantenham união estável com o segurado do INSS. Configuram-se como união estável uniões com convivência pública, contínua e duradoura e criada com a intenção de constituir família.

Os cônjuges divorciados só têm direito ao benefício caso sejam beneficiários de pensão alimentícia.

Classe 2

Na classe 2, estão os pais do beneficiário.

Classe 3

Por fim, na classe 3, enquadram-se os irmãos não emancipados, de qualquer condição, que sejam menores que 21 anos ou inválidos, também mediante declaração judicial.

Quais documentos são necessários para identificar os dependentes?

Para dependentes acima de 16 anos, são necessários um documento de identificação com foto e o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF). Já para os menores que não são titulares do benefício, a apresentação da documentação é opcional.

Conforme o caso, também pode ser necessário apresentar: certidão de casamento ou de nascimento, averbação de divórcio, certidão de óbito, certidão de tutela, declaração de não emancipação e comprovação de dependência econômica.

No caso de pais e irmãos, é necessário, ainda, comprovar que não existem dependentes enquadrados na classe 1. Enfim, a documentação pode variar conforme a classe do dependente.

Quais benefícios podem ser recebidos pelo dependente?

O dependente tem direito aos seguintes benefícios:

  • Pensão por morte
  • Auxílio reclusão
  • Serviço social
  • Reabilitação profissional

Quer continuar a aprender mais sobre os seus direitos enquanto beneficiário do INSS?

Conheça nosso blog

Os principais golpes contra idosos

Golpes contra idosos: conheça os 3 tipos mais comuns

A falta de habilidade com a tecnologia, a saúde frágil e a falta da proximidade da família transformam os idosos nas principais vítimas dos golpistas, que se aproveitam de suas carências para conseguir tomar seu patrimônio.

No ano de 2016, apenas em Minas Gerais, tiveram mais de 6,8 mil estelionatos – isso é, golpes fundamentados na enganação da vítima – cometidos contra esse grupo de pessoas. Já em São Paulo, 8,1 mil casos foram registrados.

Para prevenir esse tipo de crime, houve, também em 2016, uma alteração na legislação brasileira. Agora, existe uma punição diferenciada para o estelionato realizado contra pessoas idosas. Nesse tipo de golpe, a pena do criminoso é dobrada.

Mesmo com essa alteração na lei, é importante encontrar outros meios de se prevenir contra os estelionatários. Uma maneira de fazer isso é conhecendo quais são os principais golpes aplicados contra pessoas idosas. Neste artigo, apresentaremos 3 dos golpes mais comuns cometidos contra idosos.

Os 3 principais golpes aplicados contra idosos

1. Compra falsa

Um dos golpes mais comuns cometido contra idosos é o da compra falsa. Nesse modelo de estelionato, alguém liga para o idoso informando que uma compra foi realizada em seu cartão. A vítima não reconhece a compra e seus dados são solicitados para confirmação. De posse dessas informações, os golpistas utilizam os dados do idoso em benefício próprio.

Para evitar esse tipo de golpe, uma dica é fundamental: não fornecer informações por telefone. Ao receber uma ligação desse tipo, o melhor a fazer é procurar a sua agência.

2. Promessas de cura falsas

A venda de remédios e soluções milagrosas para doenças comuns na velhice, como artrite e hipertensão, também são comuns. Os falsos vendedores prometem que os remédios ou os objetos (mantas especiais, por exemplo) vão resolver as dores e os problemas decorrentes da saúde debilitada das vítimas e, após comprar o item, descobre-se que, na verdade, os produtos não funcionam.

3. Retenção de cartão no caixa eletrônico

Golpes também são constantemente aplicados contra idosos em bancos. O mais comum deles é o que os criminosos utilizam ferramentas para reter o cartão da vítima no caixa eletrônico e, depois, com o cartão já preso, oferecem-se para ajudar o idoso e, com isso, aproveitam-se da situação para solicitar os dados e a senha do cartão.

Golpistas também aproveitam-se de qualquer dificuldade que os idosos possam ter no uso de caixas eletrônicos, oferecendo-se para ajudar. Por isso, tome cuidado e confie apenas em funcionários da agência. Não aceite ajuda de estranhos.

Conclusão

Agora que você conhece os golpes mais comuns, fica mais fácil se prevenir, não é mesmo?

Para mais dicas sobre qualidade de vida na terceira idade, confira nossos outros artigos no blog.

Ir para blog