Contas para pagar? Saiba como dormir tranquilo!

As contas estão tirando o seu sono? Veja como resolver!

O que todo mundo quer é chegar na hora de dormir, deitar e descansar tranquilamente, com uma boa noite de sono. Mas nem tudo são flores e, quando há situações que geram preocupação, seu descanso merecido fica comprometido. Quando as contas vão se acumulando, isso fica pior. Mas como resolver?

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre como colocar suas contas em dia e poder dormir como uma pedra, em paz. Continue a leitura!

O endividamento está aumentando entre os idosos

Essa realidade está se tornando comum para mais idosos. É o que uma pesquisa divulgada pelo Serasa Experian em janeiro de 2020 apontou. Enquanto o crescimento da inadimplência na população em geral foi de 3,5%, entre a população acima de 60 anos, esse número foi três vezes maior.

Atualmente, o endividamento atinge 36,5% dos idosos brasileiros, no total. São quase 10 milhões de pessoas!

Com a crise econômica e o desemprego, muitos idosos tiveram que socorrer suas famílias e, por isso, contraíram mais dívidas que não conseguiram pagar em dia.

Como resolver esse problema e colocar as contas em dia?

Muitas vezes, quando se está numa situação como essa, com muitas contas para pagar, parece difícil enxergar uma saída. Mas é preciso calma para entender melhor e conseguir traçar um plano para sair desse momento. Para ajudar nessa tarefa de pagar as contas em dia, temos algumas dicas. Confira:

1ª – Faça seu planejamento financeiro

Parece simples indicar isso, mas é verdade que muitas pessoas ainda não fazem! Anote no papel todas as suas contas mensais, considerando o necessário para você viver e as parcelas das suas dívidas. Anote também todas as suas fontes de renda, como o benefício do INSS e até o dinheiro que você sempre ganha fazendo bicos.

Conseguiu fazer as contas? O ideal é que você consiga ganhar mais dinheiro do que gasta durante o mês.

2ª – Veja o que você pode fazer para equilibrar as suas contas

Se depois de fazer os cálculos, você viu que suas contas continuam maiores, é preciso tomar alguma ação urgente!

Primeiro, corte tudo que não é essencial. Você pode diminuir seus pedidos por delivery, cancelar assinatura de revistas, jornais e TV… Até você conseguir colocar suas contas em dia, você precisa fazer certos sacrifícios.

3ª – Empréstimo consignado é uma excelente alternativa!

Se ainda assim, você não conseguir colocar suas contas em dia, tá na hora de procurar outras alternativas de crédito que sejam mais interessantes para você. E o empréstimo consignado é uma excelente alternativa!

Essa modalidade de crédito é especial para aposentados e pensionistas do INSS porque possui taxas beeem menores que outras modalidades e o valor é debitado diretamente do seu benefício.

E, pra você também não se descontrolar com o crédito consignado, o governo estipulou que você só pode usar até 30% do seu benefício com o empréstimo (mais 5% disponível para o cartão de crédito consignado).

É muito melhor para você contratar um empréstimo consignado do que ficar pagando as taxas de juros do rotativo do cartão de crédito ou cair no cheque especial do banco.

Veja só o comparativo entre as taxas:

Contas para pagar | Gráfico comparativo de taxa de juros

Conte sempre com a Prestho!

Quer ver como um empréstimo consignado pode ajudar você nesse momento? Faça uma simulação!

Você pode sempre contar com a Prestho, pro que der e vier. Assim você pode puxar uma palha, sem se preocupar com as contas.

Aproveite para conhecer o nosso blog e acompanhar nossas redes sociais para não perder nenhuma novidade: Facebook e Instagram.

Quer mais algumas dicas para equilibrar o seu orçamento? Baixe nossa Lista de Tarefas!

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!
Empreendedorismo na terceira idade: 5 passos para você começar

Empreendedorismo na terceira idade: 5 passos para você começar

Parece uma contradição iniciar um novo projeto depois que a sua aposentadoria está sacramentada, não é mesmo? Mas, pode diversas razões, o empreendedorismo na terceira idade está ganhando cada vez mais espaço. Nunca é tarde para recomeçar!

De acordo com um estudo do Sebrae, os donos de negócio com mais de 65 anos correspondem a 7% do total no país. São cerca de 2,2 milhões de empreendedores seniores no Brasil.

E a expectativa é que esse número cresça ainda mais! O IBGE projeta que, até 2060, um terço da população será idosa. Por isso, é preciso se preparar, pois continuar trabalhando continuará sendo uma realidade.

Neste artigo, vamos falar porque empreender pode ser uma boa pra você e mostrar 5 passos para você começar a trilhar esse caminho. Continue a leitura sobre empreendedorismo na terceira idade!

Empreender é uma ótima oportunidade para complementar sua renda

Para muitos aposentados, é preciso conquistar uma graninha extra todo mês. Apenas o benefício da aposentadoria é insuficiente para dar conta das despesas. Por isso, é preciso procurar alternativas.

Abrir um novo negócio é um trabalho árduo e exige muito tempo de dedicação. No entanto, pode dar mais independência financeira.

É preciso ter planejamento e muita clareza do que quer para colocar em prática, não é mesmo?

Para ajudar você aflorar seu lado empreendedor e meter a mão na massa, listamos 5 passos para iniciar seu plano de sucesso de empreendedorismo na terceira idade. Confira só!

1. Conheça o seu mercado e estude estratégias

Para começar um novo negócio, é preciso entender bem qual o mercado que você irá atuar. Mesmo que você tenha uma experiência anterior, é preciso desenvolver um conhecimento mais amplo.

Descubra quais são os seus concorrentes, avalie os locais mais interessantes para você atuar, considere também as estratégias que você precisa fazer para conquistar seus primeiros clientes.

2. Faça o planejamento do seu novo negócio

Você já ouviu falar que apressado come cru, não é? Pois é! Na hora de empreender, esse ditado popular também se aplica sim.

Antes de já começar a trabalhar, faça o seu planejamento! Defina o seu investimento, o seu horário de trabalho, de que forma vocÊ vai oferecer seu produto ou serviço.

3. Busque capacitação

Você já conhece o mercado em que atuar? Pode ser que você tenha trabalhado com isso a vida toda, mas ainda não tinha assumido uma função de proprietário. Por isso, é importante se capacitar e atualizar.

Busque fazer cursos, como por exemplo, os oferecidos pelo Sebrae. Na sua plataforma online, os cursos são 100% gratuitos e vão te ajudar muito nessa nova jornada. Você pode aprender sobre ferramentas de marketing, controle de fluxo de caixa, captação de recursos, desenvolvimento de negócios inovadores, entre tantos outros!

Além disso, existem muitas outras atividades do Sebrae, como palestras, cursos e eventos.

Você também pode procurar cursos de atualização sobre a sua atividade. Sempre existem novidades para aprender, não é mesmo?

4. Procure explorar sua experiência e rede de contatos

Como você tem uma vida toda de trabalho, você pode aproveitar o seu relacionamento com empresas e profissionais para impulsionar o seu novo negócio.

Assim, você pode contar com fornecedores e/ou novos clientes. Assim, você consegue divulgar rapidamente sua empresa e relacionar com a experiência e reconhecimento que você já possui.

5. Separe muito bem suas finanças pessoais das contas da sua empresa

Começar um negócio na terceira idade ajuda a aproveitar o tempo ocioso com a aposentadoria e complementar a sua renda. Mas é importante não fazer confusão entre os seus gastos pessoais e as contas da sua empresa.

Por isso, lembre-se de colocar os gastos em planilhas separadas. Você também deve definir um pró-labore – que é o salário do empresário. Assim, você sabe qual o valor que vai complementar a sua renda e a receita da empresa fica separada.

Continue acompanhando o blog da Prestho

Gostou das nossas dicas? Aqui sempre tem novidades sobre aposentadoria, estilo de vida, direitos dos idosos, empréstimo consignado e muito mais. Acompanhe pelas redes sociais para não perder nada: Facebook e Instagram!

“Não Me Perturbe”: agora você pode bloquear aquelas ligações insistentes

Sabe aquelas ligações insistentes de telemarketing? Pois é! Agora, aposentados e pensionistas do INSS podem se cadastrar no programa “Não Me Perturbe” para deixar de receber chamadas de instituições financeiras e correspondentes bancários oferecendo empréstimo consignado. Uma mão na roda, né?

O programa “Não Me Perturbe” já existia para bloquear as ligações indesejadas das empresas de telecomunicações (telefonia e internet) desde julho de 2019. As instituições financeiras também foram incluídas a partir de Janeiro de 2020 devido ao número expressivo de reclamações.

Essa inclusão foi desenvolvida pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) e pela ABBC (Associação Brasileira de Bancos), em parceria com o INSS e com o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Veja só a listas de instituições financeiras que já aderiram ao projeto: 

  • Agibank;
  • Banco Alfa;
  • Banco BMG;
  • Banco Daycoval;
  • Banco do Brasil;
  • Banco do Nordeste;
  • Banco Inter;
  • Banco Mercantil do Brasil;
  • Banco PAN;
  • Banco Safra;
  • Banrisul;
  • Bari;
  • Bradesco;
  • Bradesco Financiamentos;
  • BRB;
  • BV;
  • Caixa Econômica Federal;
  • CCB Brasil;
  • Cetelem;
  • Digio;
  • Facta Financeira;
  • Financeira Alfa;
  • Itaú-Unibanco;
  • Mercantil do Brasil Financeira;
  • Olé Consignado;
  • Paraná Banco;
  • Santander;
  • Sicredi;
  • Zema Financeira.

A Febraban confirmou que essas empresas correspondem a cerca de 98% da carteira de crédito no Brasil. É muita ligação que pode ser evitada!

Assim que o cadastro no “Não Me Perturbe” for feito, o bloqueio de ligações indesejadas também vale para os correspondentes bancários! Assim, o alcance da medida é ainda maior.

Como ativar o “Não Me Perturbe”

Para ativar o “Não Me Perturbe”, não tem segredo! Veja só o passo a passo para te orientar:

Fique atento para não cair numa fraude!

Na hora que o aposentado ou pensionista estiver fazendo o cadastro no site, é preciso ficar atento a fraudes! Pois é, nem nesse momento dá pra descuidar.

O serviço “Não Me Perturbe” não oferece aplicativos para baixar, não envia email com arquivos executáveis e nem solicita dados bancários diretamente aos usuários. Fique de olho.

O site correto é https://naomeperturbe.com.br/

#DDDChato

Desde que surgiu, a Prestho sabe que essas ligações de telemarketing são desagradáveis. Por isso, criou o movimento #DDDChato para colocar um fim nesse comportamento invasivo.

A Prestho entende que você quer mais tranquilidade para viver os seus momentos especiais e já tinha dado um basta no #DDDchato. Agora, com a iniciativa “Não Me Perturbe”, mais empresas estão aderindo a essa prática pra respeitar a tranquilidade dos  aposentados e pensionistas do INSS . #NãoMeAmola

Empréstimo Consignado sem perturbação

Com a Prestho, não tem amolação. Aqui, quem puxa papo é você!
Faça sua simulação e contrate o seu empréstimo consignado totalmente online. Se achar mais prático, baixe o APP e tenha a ajuda que precisa na palma da mão. Pintou uma dúvida? É só falar com a gente. Aí sim!

Entenda o que é a Prova de Vida do INSS

Entenda o que é a Prova de Vida do INSS e saiba como fazer

Para ter mais controle sobre a quantidade de beneficiários e evitar potenciais fraudes, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) faz todos os anos a Prova de Vida de aposentados e pensionistas. Não fique boiando: vem com a gente que vamos explicar direitinho como funciona esse procedimento.

O que é a Prova de Vida?

Somente nos primeiros seis meses de 2019, o INSS encerrou o pagamentos dos benefícios de mais de 170 mil segurados por indícios de irregularidades. Muita gente, né? O governo federal calcula que, somente com esta ação, vai economizar por volta de R$ 2,1 bilhões em um ano.

O pagamento após a morte do segurado é uma das irregularidades que aparecem com mais frequência entre esses benefícios encerrados. Por isto a Prova de Vida é tão importante.

Desde 2012, esse procedimento é feito pelo INSS para comprovar a vida dos segurados e, assim, manter o benefício ativo. Como é obrigatório, todos os aposentados e pensionistas devem fazer esse processo uma vez por ano. Então fique atento e vem com a gente que vamos te mostrar como garantir seu benefício.

Como fazer a Prova de Vida?

Tudo começa pela rede bancária. É ela que informa em qual data os segurados devem comparecer na agência onde recebem o benefício. Para realizar a Prova de Vida, além de estar presente em pessoa, é preciso levar um documento de identificação com foto, como:

  • Registro Geral (RG),
  • Carteira de Trabalho,
  • ou Carteira de Habilitação.

Anotou? Caso você tenha mais de 60 anos, é possível agendar o atendimento através do telefone 135. Já para quem tem mais de 80 anos ou possui dificuldade de locomoção, é só solicitar que um servidor do INSS compareça na sua casa para validar a Prova de Vida.

O que acontece se você não puder comparecer ao banco?

Se o beneficiário do INSS não puder ir até a agência bancária, por motivo de doença ou por dificuldades de locomoção, pode pedir para que a Prova de Vida seja feita por um procurador que já esteja cadastrado.

O processo para quem está fora do país

Para quem está nos estrangeiros, as regras são parecidas: também é possível fazer a Prova de Vida com um procurador registrado no INSS. Também é possível emitir um documento no consulado do país. Você pode conferir mais regras no site do INSS.

Como fazer a Prova de Vida? Ir pessoalmente ao banco, contar com um procurador que já esteja cadastrado no INSS e solicitar a visita de um servidor do INSS (para quem tem mais de 80 anos ou dificuldade de locomoção)

O que acontece caso você não faça a Prova de Vida

Para quem marcar bobeira e não fizer a Prova de Vida novamente, em até 12 meses depois da última vez que fez esse procedimento, o pagamento será interrompido.

Para não ficar sem sua grana, o segurado ou um representante legal pode fazer a Prova de Vida e assim voltar a receber o pagamento. Mas é preciso ficar atento: se o beneficiário ficar seis meses sem correr atrás, a aposentadoria ou a pensão é encerrada de vez!

Por isso, para não ficar sem um tostão furado do seu benefício, fique de olho e sebo nas canelas assim que o banco divulgar as datas para fazer a Prova de Vida. 

Já ouviu falar que vai ter a Prova de Vida Remota?

O INSS ainda não está trabalhando com a Prova de Vida Remota. Alguns bancos já permitem realizar o procedimento no caixa eletrônico, usando a leitura biométrica. Mas isso ainda está longe de ser comum para todos os beneficiários.

Mas o governo federal já está estudando uma forma de deixar a Prova de Vida mais fácil. A ideia é usar o celular para fazer a identificação por digital (a biometria) ou através de uma foto – a famosa selfie (para fazer o reconhecimento facial).

Quem sabe essa novidade não chega logo logo? Vai facilitar demais a vida, além de poupar tempo dos beneficiários e liberar os servidores para outras atividades.

Vetores ilustrativos de biometria e reconhecimento facial.

Garantindo seu benefício do INSS

Com o seu benefício de aposentadoria ou pensão garantido, você consegue aproveitar diversas outras vantagens, além de poder contar com o seu dim-dim todo mês.

Quer uma dica? Final e início de ano é uma ótima época para tirar as suas férias – ou planejar a próxima. Que tal aproveitar seu benefício para planejar a sua próxima viagem? Preparamos algumas dicas para você aproveitar melhor o seu descanso e encontrar a melhor forma de pagar, sem ficar com nenhuma neura. Clique aqui para conferir!