Artigos e dicas para viver a melhor idade

Como aproveitar a aposentadoria sem aperto?

A aposentadoria é a fase para descansar e aproveitar ainda mais a vida. É o momento de rever as prioridades, reorganizar a rotina e se dedicar para as coisas que você gosta e te deixam bem.

Mas a gente sabe que também fica difícil conciliar a renda, realizar os sonhos e conseguir honrar com as dívidas. É preciso se equilibrar no meio de tudo isso para não ficar com dificuldades financeiras.

Até mesmo uma saidinha no final de semana pode acabar gerando uma conta que custa os olhos da cara.

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!

Mas não precisa se preocupar: temos algumas dicas para você aproveitar a aposentadoria sem passar aperto. Veja só:

Mexa seu esqueleto com atividades ao ar livre

Frequentar uma academia é uma excelente alternativa para fazer atividades físicas e cuidar da sua saúde. Só que a mensalidade pode pesar no seu orçamento e talvez você precise sair para não comprometer outras contas.

Mas não precisa ficar borocoxô: existem várias alternativas para você continuar mexendo o esqueleto. Muitas cidades possuem academias ao ar livre em praças e parques. Dê uma olhada para encontrar uma perto de você!

Além disso, existem programas municipais para incentivar uma vida mais ativa na terceira idade. Esse, inclusive, é o nome do programa promovido pela Prefeitura de São Paulo (VidAtiva). A Universidade de São Paulo (USP) também tem o projeto Universidade Aberta para a Terceira Idade, com atividades de alongamento, caminhada, corrida, técnicas de meditação e ioga.

Outro exemplo vem de Uberlândia, em Minas Gerais. A cidade do Triângulo Mineiro também é reconhecida como referência de políticas públicas para a população idosa. A prefeitura da cidade conta com o Lar do Idoso, que oferece espaços de lazer e de prática de exercícios. É comum encontrar aulas de danças e até acompanhar os desfiles de misses e misters da terceira idade.

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) também realiza o projeto AFRID, com atividades físicas e recreativas para idosos. Estudantes e alunos acompanham e auxiliam os mais velhos na prática regular de exercícios.

Viu só? Existem diversos exemplos bacanas por todo o Brasil. Procure a prefeitura da sua cidade para saber quais são os projetos disponíveis para idosos e se informar com eles funcionam.

Mergulhe no universo da leitura

A leitura é uma atividade muito enriquecedora. Além de aproveitar o tempo que você passa sozinho, ao ler você aprende coisas novas, melhora seu vocabulário e amplia seus horizontes.

Existem livros de todos os preços nas livrarias. Mas se você gosta de devorar muitos deles por mês ou está aproveitando a aposentadoria para ter um ritmo mais rápido de leitura, o preço vai ficar salgado para o seu orçamento.

Você não precisa investir o seu dinheirinho suado de uma vida inteira só para armazenar calhamaços.

Aproveite as bibliotecas públicas da sua cidade para manter sua frequência de leitura, sem precisar gastar a mais por isso.

Você sempre encontra clássicos e também sucessos atuais. Peça por indicações! Temos certeza de que a bibliotecária ou o bibliotecário pode te dar excelentes dicas.

Visite parques

Parques são uma excelente opção de lazer para toda a família. Muitos deles têm entrada gratuita ou desconto para idosos. São ótimos locais para praticar exercícios e estar em contato com a natureza mesmo no meio das grandes cidades.

Em Belo Horizonte, por exemplo, existem diversos locais em que a entrada é gratuita, como a Lagoa da Pampulha, o Parque das Mangabeiras e a Fundação Zoo-botânica de BH.

Aproveite e leve o seu próprio lanchinho, assim você não precisa comprar em lanchonetes e quiosques, economiza seu dinheirinho e ainda garante uma alimentação mais saudável, não é mesmo?

Procure os parques da sua cidade e região e já marque um passeio! Vá com seus amigos, filhos e netos.

Conheça museus

Conhecer os registros da história (e até do futuro) é uma experiência enriquecedora. Muitos museus espalhados pelo país apresentam obras de arte, registros históricos, história de personalidades, grandes instalações abertas, entre tantos outros objetos interessantes.

E isso não é atividade só de turista não, viu? Nem coisa do tempo da carochinha. 

Rio de Janeiro, por exemplo, é uma cidade histórica e conta com diversos museus. Muitos deles são gratuitos e, mesmo nos que cobram ingresso, idosos pagam a meia-entrada. Você encontra o Museu do Amanhã, o Palácio do Catete, o Museu de Arte Moderna, entre tantos outros.

Em Petrópolis, outra cidade fluminense, você pode conhecer a Casa de Santos Dumont, dedicada à vida do inventor. Já em Curitiba, no estado Paraná, temos o Museu Oscar Niemeyer sobre a obra do arquiteto.

Você também gosta de conhecer mais sobre grandes personalidades? Procure os museus da sua cidade e região. Fale com a Secretaria de Cultura da sua prefeitura para encontrar dicas.

Visitar museus é uma excelente maneira de enriquecer nosso conhecimento de mundo. Por isso, não se esqueça de colocar no seu roteiro de atividades!

Procure por eventos culturais gratuitos

E não para por aí: sempre existem eventos para aproveitar de graça. É bom para ouvir uma boa música ao lado do seu broto, acompanhar uma peça de teatro com seus netinhos, participar de festas típicas ao ar livre…

Fique de olho nas divulgações de jornal local, TV e internet para saber de qualquer novidade. É sempre hora de aproveitar a vida, não é mesmo?

Continue acompanhando o blog da Prestho

Outra dica que temos para você é continuar acompanhando este blog! Por aqui, estamos sempre compartilhando várias dicas sobre aposentadoria, planejamento financeiro, estilo de vida, direitos do idoso e muito mais.

Volte sempre para ler o blog da Prestho. Será um prazer ter você nos acompanhando!

Baixe agora! Lista de Tarefas: Veja como colocar suas contas em dia!